Blog

O que aprendi com o livro “O poder da Autorresponsabilidade”

A obra é escrita por Paulo Vieira, um mestre da inteligência emocional que faz com que um assunto tão interessante pareça fácil, mesmo que saibamos que não é bem assim. A seguir, vou compartilhar com vocês algumas lições que eu aprendi ao longo da minha leitura.

Falando sobre a autorresponsabilidade:

“Autorresponsabilidade é a crença de que você é o único responsável pela vida que tem levado; sendo assim é o único que pode mudá-la.” Paulo Vieira

A autorresponsabilidade nada mais é que a nossa capacidade de se responsabilizar pelos nossos próprios atos, assumindo totalmente a responsabilidade de nossas vidas.

Nós temos mania de querer culpar os outros pelas situações do nosso dia a dia. Frases como “eu teria feito essa tarefa bem melhor se a minha equipe fosse mais esperta” ou “Eu não me atrasaria se não fosse o trânsito” são tão comuns que já incorporamos em nosso cotidiano.

Após ler este livro, me fiz a seguinte pergunta: E se mudássemos essas frases? Que tal trocar “eu teria feito essa tarefa com muita qualidade se eu tivesse organizado melhor com a equipe” por “eu não me atrasaria se tivesse feito uma gestão melhor do meu tempo”.

Percebe essa diferença?

Segundo Paulo Vieira, é muito fácil tirar a responsabilidade sobre seu insucesso, sobre suas dores e colocar a culpa em alguém. O grande problema é que isso acaba gerando conflitos, mal estar, tensão desnecessária e não foca para a solução real do problema.

Como o problema está sempre nos outros, não focamos em nós para encontrar a resolução.

Para reforçar a mensagem, eu quero que você repita comigo: o grande responsável por criar a sua vida é você mesmo. Em todas as áreas, seja profissional, pessoal, familiar ou conjugal.

Durante o livro, vamos entendendo melhor como aplicar os conceitos apresentados em nossas vidas. Para tornar tudo mais claro, e prático, podemos seguir uma metodologia composta por algumas leis que resultam em uma mudança de postura para a quem quer assumir mais a responsabilidade.

Confira quais são as 6 leis para a conquista da autorresponsabilidade:

  1. Calar-se em vez de criticar.
  2. Dar sugestões em vez de reclamar.
  3. Buscar a solução em vez de buscar culpados.
  4. Fazer-se de vencedor em vez de vitimizar-se.
  5. Aprender com os erros em vez de justificá-los.
  6. Julgar as atitudes, e não as pessoas.

Eu sei muito bem que não é fácil assumir a responsabilidade da sua vida, e muito menos colocar essas 6 leis em prática. São exercícios diários para que você possa melhorar 1% ao dia, por meio da criação de novos hábitos, que te levarão ao sucesso.

O mais interessante disso tudo é que os benefícios dessa mudança são sentidos na vida profissional e pessoal também.

E como utilizá-la para mudar a sua vida?

Antes de mais nada, precisamos estudar os resultados que temos até hoje. Pois é só dessa forma que conseguimos reconhecer e entender nossas escolhas e caminhos e a partir daí mudar o que percebemos que está errado.

Lembrando que isso são apenas resultados sobre as ações que escolhemos. Ou seja, que temos um real poder de decisão.

E para fazer isso, o autor propõe que você liste cada ponto da sua vida e atribua notas para aspecto: profissional, pessoal, financeiro, social, listar sonhos e medos. Após fazer isso, fica mais fácil tomar consciência de onde estamos e onde queremos chegar.

Para ficar mais claro, vou dar um exemplo pessoal. Por meio do livro, eu consegui identificar que não tenho nenhum planejamento financeiro, apenas vou gastando como se não houvesse o amanhã e sempre reclamando que não consigo de jeito nenhum fazer a viagem internacional dos sonhos.

Consegue entender onde está o erro disso? Como você quer viver hoje sem ter os resultados do que você fez ontem? Ou, como vou realizar meus sonhos se não pensar, e começar a realizar, eles agora.

Quando li e entendi a verdade das minhas ações pareceu um pouco empoderador, pois permitiu me ver na situação onde eu sou a única pessoa capaz de me tirar de um lugar que eu não gosto e me levar a cada sonho que eu desejo.

Essa sensação se repete também porque você entende que nada está fora do seu controle, por mais que pareça estar. Você sempre pode mudar a rota, fazer novas escolhas, agir de forma diferente porque só você sabe para onde gostaria de ir e também que precisa fazer algo diferente se as ações não o conduzem para onde você estaria feliz e realizado.

Você decide o seu caminho

“Meu corpo eles podem ter prendido, mas a minha mente (pensamentos e sentimentos) sou eu que controlo.” Nelson Mandela

A frase acima foi dita pelo líder popular e ex-presidente da África do Sul durante o período que ele esteve na prisão. Ela relata muito bem que ter autorresponsabilidade é uma escolha, e que somos nós que escolhemos por qual caminho seguir.

Pensando e agindo dessa maneira você pode ser capaz de escrever a sua própria história, podendo mudar seus caminhos e suas escolhas. E você só irá tomar as rédeas da sua vida se tomar uma atitude e parar de achar que tudo em sua vida acontece por causa do destino.

< Voltar