Blog

O que o filme “Diabo veste Prada” pode nos ensinar sobre Gestão de Pessoas?

Um filme clássico como esse não poderia ficar de fora da nossa lista.O filme tem como protagonista Andrea Sachs (Anne Hathaway), uma jovem que é contratada para trabalhar em uma famosa revista de moda, sendo assistente júnior da poderosa e temida Miranda Priestly (Meryl Streep), a diretora principal da empresa.

1- Diante do abuso de poder praticado por Miranda, Andrea acaba anulando sua vida pessoal na medida em que os pedidos da chefe, sempre emergenciais, tornam-se cada vez mais absurdos. O que torna a vida da colaboradora mais difícil e sem prezar o minimo de qualidade de vida dela.

2- Para piorar, a arrogante e insegura assistente Emily, que enxerga em Andrea uma ameaça ao seu emprego, lhe atribui críticas e menospreza suas habilidades – problemas a que todos estamos sujeitos, principalmente no início do emprego. Ao final Andrea consegue conquistá-la (habilidade necessária para manter o bom relacionamento interpessoal no dia-a-dia).

3-  Com muito desejo de alcançar o sucesso, ocorre a mudança de postura da Andrea, quando ela busca internamente entender o que ocorre no seu ambiente de trabalho. Ao invés de se vitimizar e buscar culpar a líder autoritária, Andrea assume uma postura autorreponsavel e busca realizar as mudanças necessárias para o seu sucesso.

4- No inicio da história, Andy não queria trabalhar na revista de moda, mas, com o passar do filme, a personagem passa a se dar melhor na função de assistente, ganhando a confiança da chefe. Graças a esse trabalho, ela passa por muitas mudanças em sua vida, que vão desde a transformação em seu visual até novos contatos, que lhe oferecem outras oportunidades profissionais.

< Voltar