Blog

Principais dúvidas sobre folha de pagamento

A folha de pagamento é um aspecto essencial dentro de qualquer empresa. Afinal, o valor dos salários e benefícios que os funcionários recebem tem um impacto decisivo no faturamento da corporação. Se não for bem gerida, a folha de pagamento pode gerar problemas que, aos poucos, podem minar a saúde financeira da empresa.
De maneira geral, existem várias dúvidas em relação ao processo de construção da folha de pagamento, principalmente por parte das empresas que não contam com os serviços de um escritório de contabilidade.
Afinal, para executar essa tarefa de maneira correta, é necessário que o profissional tenha conhecimento matemático, legislativo e esteja profundamente familiarizado com a engenharia financeira da empresa. Saiba quais são as principais dúvidas em relação a folha de pagamento.

O que é
A folha de pagamento nada mais é do que o espelho das informações e das atividades trabalhistas de cada funcionário. O objetivo principal é registrar os salários bruto e líquido do trabalhador, assim como servir de base de dados para as áreas contábil e fiscal. Todos os valores que o funcionário recebe e os descontos que são efetuados devem ser informados na folha de pagamento.

Responsabilidade do empregador
A empresa tem obrigação de elaborar a folha de pagamento dos funcionários e entregar o recibo de pagamento (ou holerite). Normalmente, esse processo é realizado pelo departamento de contabilidade para que os cálculos sejam realizados da maneira correta e dentro dos padrões da lei.

Como é elaborada
Cada empresa tem uma forma diferente de elaborar a folha de pagamento. Como não existe um modelo oficial a ser seguido, o empregador pode seguir os critérios que bem entender, porém, sempre se baseando nas leis brasileiras.
De forma geral, a folha de pagamento deve apresentar algumas informações básicas. São elas: o valor do salário de contratação do funcionário, a frequência (faltas, atrasos e afastamentos), os descontos de encargos sociais, a forma de pagamento e a data na qual o valor estará disponível.

Provento e descontos
A composição do valor líquido do salário que será depositado na conta dos trabalhadores no dia acordado é dividida em duas partes: provento e descontos.
No valor correspondente ao provento são computados os salários, remunerações variáveis, horas extras e adicionais, insalubridade e periculosidade.
Nos descontos entram os valores do INSS, benefícios, faltas, contribuição sindical e outros itens que sejam acordados entre a empresa e o funcionário (vale-transporte, refeição, etc).
O valor do salário que o trabalhador receberá será definido mensalmente pelo cálculo que envolve esses dois itens.

Gestão da folha
É muito importante que a empresa tenha controle total sobre os valores de pagamentos dos funcionários. Dessa forma é possível identificar mensalmente qual será o impacto no orçamento da corporação.
Para garantir que nenhuma brecha jurídica seja deixada, sempre é recomendável contar com a ajuda de um escritório de contabilidade que esteja familiarizado com as leis que regem o setor. Assim, é possível evitar situações que podem gerar problemas maiores, como ações trabalhistas causadas por erros de cálculo ou pagamentos realizados fora da data prevista.

< Voltar